Dicas

  • Arara canindé

    Arara canindé



    A


    Arara canindé

    Nome Cientķfico: Ara ararauna Alimentaēćo: Frutos de casca dura, que quebram com o bico forte. Aprecia os cocos do bacuri e frutos do combaru, jatobį, mandovi e, sobretudo do pequi, įrvore tķpica do Brasil central Reproduēćo: de 1 a 3 ovos, sua incubaēćo dura cerca de 25 dias.Os filhotes abandonam o ninho com 13 semanas de vida Habitat: beiras de matas, vįrzeas de buritizais Distribuiēćo Geogrįfica: desde a América Central até Sćo Paulo Para alguns, essa é a arara mais bela de todas e, como as outras, prefere frutos nativos. Tem uma ampla distribuiēćo, mas jį desapareceu de grandes įreas. Ainda é bastante comum em diversas įreas de vįrzea no Parį. Depois da época reprodutiva, quando as aves se espalham pela mata, a espécie forma grandes poleiros coletivos. Ver dśzias de araras canindés chegando pela bela luz da tarde a esses poleiros é um dos grandes espetįculos da natureza na Amazōnia. Foto: Universidade do Amazonas Portal Amazōnia 01.09.2005-GC .

    Fonte:

    Voltar

  • Poluição na China

    O país mais desenvolvido do Oriente possui graves problemas ambientais

    -  20 das 30 cidades mais poluídas do mundo estão na China;
    -  US$ 300 bilhões (12% do PIB) é o prejuízo anual causado pela poluição;
    -  30% do território chinês sofre com chuvas ácidas;
    -  70% dos lagos são poluídos;
    -  Idem em relação a 5 dos 7 maiores sistemas fluviais do país;
    -  700 milhões de chineses (metade da população) consomem água que não corresponde aos padrões mínimos da Organização Mundial da Saúde;
    -  O céu está cada vez mais acinzentado graças à "mái", misto de fumaça, poeira, gases e elementos químicos;
    -  Muitas pessoas andam com máscara de oxigênio nas ruas;
    -  A poluição da água e do ar fez do câncer uma das principais causas de morte no país;
    -  Guias turísticos recomendam que visitantes evitem consumir gelo por causa da poluição da água.
     

    Fonte:

    Voltar

  • Economizando na lavanderia

    Confira o que você pode fazer nesse espaço de sua casa!

    -  Deixe as roupas de molho por algum tempo antes de lavar;
    -  Ao esfregar a roupa com sabão use um balde com água que pode ser a mesma do molho e mantenha a torneira do tanque fechada. Água corrente somente no enxágüe!
    -  Use o resto da água com sabão para lavar o seu quintal;
    -  Se tiver máquina de lavar, use-a sempre com a carga máxima e tome cuidado com o excesso de sabão para evitar um número maior de enxágües;
    -  Caso opte por comprar uma lavadora, prefira as de abertura frontal que gastam menos água que as de abertura superior;
    -  Evite utilizar o ferro elétrico quando vários aparelhos estiverem ligados na casa para evitar que a rede elétrica fique sobrecarregada;
    -  Habitue-se a juntar a maior quantidade possível de roupas para passá-las de uma só vez;
    -  Se o ferro for automático, regule sua temperatura. Passe primeiro as roupas delicadas, que precisam de menos calor. No final, depois de desligá-lo, você ainda pode aproveitar o calor para passar algumas roupas leves.
     

    Fonte:

    Voltar

  • E no fundo de casa...

    ...mora a oportunidade de preservar o meio ambiente!

    -  Cultive plantas que necessitam de pouca água (bromélias, cactos, pinheiros, violetas);
    -  Aproveite sempre que possível a água da chuva. Você pode armazená-la em recipientes colocados na saída das calhas e depois usá-la para regar as plantas. Só não se esqueça de tampar esses recipientes para que não se tornem focos de mosquito da dengue;
    -  Para lavar o carro use balde em vez de mangueira;
    -  Não regue as plantas em excesso nem nas horas quentes do dia ou em momentos com muito vento. Muita água será evaporada ou levada antes de atingir as raízes;
    -  Molhe a base das plantas, não as folhas;
    -  Utilize cobertura morta (folhas, palha) sobre a terra de canteiros e jardins. Ela diminui a perda de água;
    -  Ao limpar a calçada, use a vassoura, e não água, para varrer a sujeira. Depois, se quiser, jogue um pouco de água no chão, somente para “baixar a poeira”. Para isso, você pode usar aquela água que sobrou do tanque!
     

    Fonte:

    Voltar

  • Economizando com o aquecedor

    Confira as dicas!

    Na hora da compra:
     
    -  Escolha um modelo com capacidade adequada as suas necessidades e leve em conta a possibilidade do uso de energia solar;
    -  Dê preferência a aparelhos com bom isolamento do tanque e com dispositivo de controle de temperatura.
     
    Ao instalar:
     
    -  Coloque o aquecedor o mais próximo possível dos pontos de consumo;
    -  Isole com cuidado as canalizações de água quente;
    -  Nunca ligue o aquecedor à rede elétrica sem ter certeza de que ele está cheio de água.
     
    Ao utilizar:
     
    -  Ajuste o termostato de acordo com a temperatura ambiente;
    -  Ligue o aquecedor apenas durante o tempo necessário. Se possível, coloque um “timer” para que essa função se torne automática.
     
     

    Fonte:

    Voltar

  • Procure se informar sobre as iniciativas de sua co

    Faça a diferença!

    Todos somos responsáveis pelo destino do lixo que geramos. Cobrar iniciativas e novos projetos de vereadores e prefeitos faz parte do nosso papel de consumidor. Também devemos estar informados das iniciativas já existentes, por mais simples que possam ser. Algumas instituições (igrejas e associações comunitárias) recebem material reciclável e com a venda arrecadam algum dinheiro que é destinado para obras sociais. Já existem empresas que compram esse material e, dependendo da quantidade, retiram-no periodicamente.
     

    Fonte:

    Voltar

  • Cuide de seu lixo

    Cuide de seu ambiente

    Leve remédios, os que não usa e os vencidos, a um posto de saúde próximo. Eles saberão dar-lhes destino adequado.

    Fonte:

    Voltar

  • Aproveite integralmente os alimentos

    E evite o desperdício!

    Muitas vezes, talos, folhas, sementes e cascas têm grande valor nutritivo e possibilitam uma boa variação no seu cardápio.

    Fonte: www.mma.gov.br/port/sds/guia.html

    Fonte:

    Voltar

  • Não ignore o verão

    Permita-se um dia de informalidade

    No verão, vá trabalhar de roupas leves e defenda isso na empresa em que trabalha. Se o seu cargo é de chefia, libere os subordinados de usar ternos e trajes formais calorentos diariamente nessa época do ano. Assim, o ar-condicionado poderá funcionar em menor potência, economizando energia e esquentando menos o mundo lá fora.

    Fonte: Folha de S.Paulo

    Fonte:

    Voltar

  • Seja seletivo no material

    E selecione boas alternativas

    Papel reciclado, lápis de madeira certificada, canetas com componentes não-poluentes. Já existem muitas opções de material de escritório que são produzidas pensando na redução do impacto ambiental.

    Fonte: Folha de S.Paulo

    Fonte:

    Voltar

  • Compartilhe objetos no escritório

    E evite a compra desnecessária

    Construa uma caixa comum de materiais como canetas, lápis clipes, post-its. Ali podem estar os materiais que não são pessoais. Isso evita que cada pessoa compre uma nova caneta a cada vez que não conseguir encontrar a sua.

    Fonte: Folha de S.Paulo

    Fonte:

    Voltar

  • Reutilize papéis

    Assim como a vida, o papel tem dois lados!

    Toda folha de papel tem dois lados, mas muitas vezes esquecemos disso. Reutilize folhas de papel. Faça blocos de nota com papéis usados ou mande folhas de volta para a impressora para imprimir no verso materiais só de leitura.

    Fonte: Folha de S.Paulo

    Fonte:

    Voltar

  • Imprima menos

    Tenha registro impresso só do necessário!

    Antes de ativar a impressora, pense se é estritamente necessário imprimir os e-mails que recebe. Seja rígido na seleção e só imprima o que for indispensável. Para imprimir um e-mail você utiliza energia elétrica e matéria-prima oriunda das árvores.

    Fonte: Folha de S.Paulo

    Fonte:

    Voltar

  • Não deixe lixo na praia

    Conserve as nossas belezas naturais!

    Uma sacola de plástico ou uma lata de refrigerante leva mais de cem anos para se decompor no fundo do mar. Uma garrafa de vidro, um milhão de anos. Desconhece-se o tempo necessário para que uma bóia de borracha se decomponha. Mais do que das florestas, o ar vem do mar. As maiores fontes de oxigênio e outros componentes importantes para o ar do planeta são os oceanos.

    Fonte: Folha de S.Paulo

    Fonte:

    Voltar

  • Troque motor por vento

    A dica é aproveitar as ventanias!

    Nas diversões de verão, troque o jet sky e o passeio de lancha por um passeio de jangada, de caiaque, de windsurf, de kitesurf. A dica é trocar o óleo, que ameaça a biodiversidade marinha, por vento.

    Fonte: Folha de S.Paulo

    Fonte:

    Voltar

  • Plante árvores

    E dissemine boas idéias!

    O jargão continua valendo: plante uma árvore. Some a ele a oposição à derrubada das que existem ao seu redor, seja no seu quintal ou na calçada do seu prédio.

    Fonte: Folha de S.Paulo

    Fonte:

    Voltar

  • Integre-se ao ecossistema local

    Você faz parte dele!

    No sítio ou na propriedade rural, evite desmatamentos e queimadas. Preserve matas ciliares (que beiram fontes d'água), elas têm um papel muito importante na manutenção da biodiversidade. Plante sementes nativas. Mantenha ou reconstrua o ecossistema local e posicione-se como parte dele.

    Fonte: Folha de S.Paulo

    Fonte:

    Voltar

  • Deixe terra à vista

    E faça o solo respirar!

    Pavimentar todo o solo não é bom. Ao construir sua calçada, por exemplo, você pode optar por materiais que permitem que a água o atravesse. Pontos de terra sem pavimento significam que o solo pode respirar. Chão todo pavimentado é como pele humana coberta de substância extremamente gordurosa e com todos os seus poros obstruídos.

    Fonte: Folha de S.Paulo

    Fonte:

    Voltar

  • Lixo é no lixo

    Pode até não parecer, mas um papelzinho pode causar estrago

    Não jogue lixo no chão. O escoamento da água nos centros urbanos é complicado principalmente pelo lixo que obstrui as canaletas. Essa é uma das causas das enchentes e dos deslizamentos, além de estimular e proliferação de ratos, baratas e doenças.

    Fonte: Folha de S.Paulo

    Fonte:

    Voltar

  • Use transportes coletivos

    E coletivize essa postura!

    Nas grandes cidades, os deslocamentos de metrô ou via corredores de ônibus podem ser mais velozes do que em carros particulares. Deixe o carro na garagem e use a rede de transporte coletivo da sua cidade. Além de economizar combustível e estacionamento, você ainda estará pressionando governos a aperfeiçoarem essa alternativa.

    Fonte: Folha de S.Paulo

    Fonte:

    Voltar



Dicas

Compartilhe objetos no escritório

Leia mais

Compartilhe objetos no escritório

E evite a compra desnecessária

Construa uma caixa comum de materiais como canetas, lápis clipes, post-its. Ali podem estar os materiais que não são pessoais. Isso evita que cada pessoa compre uma nova caneta a cada vez que não conseguir encontrar a sua.

Fonte: Folha de S.Paulo

Logotipo da OPATopo

OPA! Organização para a Proteção Ambiental
Av. Marcos de Freitas Costa, 84 - Sala 5
Bairro Daniel Fonseca
CEP 38400-328 - Uberlândia - MG - Brasil

Licença Creative Commons Desenvolvido por FSaldanha Comunicação