Quinta-feira, 19 de março de 2015, 13:49:04

Documentário sobre Código Florestal é exibido em Uberlândia

Evento é gratuito e aberto ao público

O Diretório Acadêmico Chico Mendes, ligado aos alunos do curso de Engenharia Ambiental da UNIUBE Uberlândia, realiza no dia 25 de março a exibição do filme "A Lei da Água", seguida de debate com especialistas da área.

O evento, gratuito e aberto ao público, acontecerá às 19:30, no Anfiteatro da UNIUBE, localizada na Av. Rondon Pacheco, 2000, bairro Lídice.

"A Lei da Água" é um documentário brasileiro que explica a relação entre o novo Código Florestal e a crise hídrica. O filme mostra a importância das florestas para a conservação dos recursos hídricos no Brasil e problematiza o impacto do novo Código Florestal, aprovado pelo Congresso em 2012, nesses ecossistemas e na vida dos brasileiros.

As opiniões diversas e os exemplos práticos reforçam o tema central do documentário: a relação delicada entre a preservação das florestas, a produção de alimentos e a saúde dos nossos recursos hídricos. Assista ao trailer do filme:

 

Leia outras notícias



Dicas

Saneamento não é, apenas, obra

Leia mais

Saneamento não é, apenas, obra

Confira esse algo mais

As valas negras a céu aberto, a presença de esgoto dentro ou perto de casa é a maior causa de mortalidade infantil. Toda população brasileira tem direito ao saneamento básico, tirando as águas sujas de perto das crianças.

O segundo passo é tratar o esgoto. Há uma série de soluções, desde a minimalista até a mais completa, para eliminar esse alto risco ambiental e sanitário. A fossa séptica, a fossa com filtro, o sistema de condominial, o sistema misto, a rede de esgotos, a lagoa de estabilização, a oxidação laminar, a estação de tratamento num grau crescente de aprimoração do tratamento, até chegar ao reaproveitamento.

O objetivo é claro: lançar no rio, na galeria pluvial, na lagoa ou no mar apenas o efluente tratado. Saneamento não é, apenas, obra. Sanear também quer dizer instruir, organizar e mobilizar. Governos, comunidades e iniciativa privada devem trabalhar juntos em Conselhos das Águas e outros comitês de gestão de bacias hidrográficas. As águas devem ser taxadas de acordo com seus usos e respectivos impactos.

Logotipo da OPATopo

OPA! Organização para a Proteção Ambiental
Av. Marcos de Freitas Costa, 84 - Sala 5
Bairro Daniel Fonseca
CEP 38400-328 - Uberlândia - MG - Brasil

Licença Creative Commons Desenvolvido por FSaldanha Comunicação