Ciclo de Cursos e Palestras

Promovido semestralmente pela OPA desde março de 2005, já atingiu o número de oito edições realizadas. A cada semestre, apresenta inovações nas palestras e temas. É um dos projetos permanentes mais conhecidos da organização. Profissionais e estudiosos renomados abordam problemáticas atuais e diferenciadas, abordando frequentemente tendências de mercado e oportunidades na área ambiental.

O Ciclo de Palestras informa, conscientiza, promove mudanças de hábitos e divulga ideias sustentáveis. O objetivo é despertar o público para questões ambientais e sociais. Os eventos são gratuitos e abertos para toda a comunidade, atraindo principalmente universitários de diversas áreas e profissionais da área ambiental. O projeto é amplamente divulgado por instituições parceiras.

A qualidade das palestras e o alto nível dos convidados fizeram com que o Ciclo de Palestras tenha se tornado referência na cidade e seja sempre aguardado pela comunidade. O compromisso da organização em sensibilizar e levar conhecimento à comunidade uberlandense, sem nenhum custo, está sendo alcançado e ampliado a cada semestre.

 

Conheça outros projetos da OPA



Dicas

Águas do mar

Leia mais

Águas do mar

Dicas para evitar a poluição dessas águas

A poluição das praias por esgotos, efluentes industriais ou derrames de petróleo são uma ameaça ao direito de todo ser humano a um reconfortante e revigorante banho de mar. 

Além disso, são também um abalo na auto-estima dos brasileiros e um fator inibidor ao desenvolvimento do turismo.

A população tem o direito a uma informação segura e atualizada sobre as condições da água do mar, dia a dia. Essa informação deve passar pelo crivo de um controle social e ser divulgada, regularmente, em linguagem simples, acessível a todos. A supressão das línguas negras e de todo tipo de despejo de esgoto, nas praias ou em rios, valas ou canais que nelas desaguem é obrigação do poder público, da mesma forma que mantê-las com um índice de coliformes fecais abaixo de 1000 por 100ml, em tempo seco.

O monitoramento deve se às areias que devem ser mantidas limpas e revolvidas com regularidade pois seu potencial de armazenamento de patogênicos é maior do que a água salgada. O monitoramento, o controle e a rápida intervenção em relação à poluição proveniente de embarcações, derramamentos de petróleo e outros é uma missão das autoridades civis e militares inerente à soberania sobre as águas. A navegação de jet-skis e outras embarcações devem ser rigorosamente reprimidas dentro da faixa de 200 metros da linha de rebentação.

Logotipo da OPATopo

OPA! Organização para a Proteção Ambiental
Av. Marcos de Freitas Costa, 84 - Sala 5
Bairro Daniel Fonseca
CEP 38400-328 - Uberlândia - MG - Brasil

Licença Creative Commons Desenvolvido por FSaldanha Comunicação